Sociedade | Todos deviam repudiar o Programa Pânico

4:41 PM Unknown 0 Comentários


A equipe do InVader mal preparou os posts pós #CCXP2015 e eu, Richard Ribeiro, já me sinto na obrigação de escrever o primeiro post sobre o evento, e não tem nada a ver com a magnitude ou a preparação da CCXP, mas para escrever sobre a "cobertura jornalística" que o Programa Pânico na Band tentou realizar durante os dias do evento. 

Acredito eu que praticamente todo mundo que mora ou já morou no Brasil nos últimos 10 anos sabe o tipo de Humor que o Programa Pânico na Band prega, e convenhamos não é algo para a família.

"Todos deviam repudiar o Programa Pânico" a frase que intitula meu post já deixa explícita minha opinião sobre o programa, mas, afinal, já é de praxe os apresentadores irem para eventos para infernizarem os convidados, porém, desta vez, eles passaram dos limites. Durante a cobertura da Comic Con Experience que ocorreu entre os dias 3 e 6 deste mês os apresentadores humilharam e escrotizaram (como diria o mestre Azaghal) com os Nerds/Geeks que estavam curtindo o evento. Além de não possuirem noção nenhuma sobre o que o evento se tratava, os apresentadores não possuíam respeito algum para com os participantes do mesmo. Agiam como se estivessem em uma  creche pré-escolar, porém os únicos que aparentavam algum comportamento infantil eram os próprios apresentadores. Resumindo, a feira é um lugar onde os nerds se reúnem para se vestirem estranho, e o trabalho deles lá era "ir zuar com os nerds". Mas digamos que até mesmo a zueira tem limites, afinal lamber o braço de uma menor de idade (a cosplayer Myo Tsubasa) é estupro sim segundo o Código Penal Brasileiro. E insinuar que uma mulher tem louça para lavar em casa é não só uma colocação machista, mas também uma falta de respeito para com a mesma.
Então alguém chega e diz: Mas é apenas humor!
Bem, a própria CCXP já deu sua resposta a isso:

"Não se trata aqui de discutir limites de humor. A cobertura do Pânico na Band da CCXP 2014, inclusive, foi muito bem-humorada e eles foram credenciados para a nova edição dentro desse espírito. No entanto, assédios moral e sexual são temas seríssimos e preocupações constantes em convenções de cultura pop no mundo inteiro - assim como fora delas. As atitudes do Pânico na Band dentro da CCXP representam um retrocesso que não podemos aceitar. Ninguém pode, não mais."

Agora se você acha que eu estou exagerando, assista a matéria e me diga se estou certo ou não.


O Izzy Nobre fez uma análise da dita matéria que pode resumir tudo o que você sente ao assistir tudo isso, leia clicando Aqui.
A própria CCXP expulsou o Programa Pânico na Band do evento para sempre!
Não acredita? Então leia clicando Aqui.