Entrevista – Mr. Lupa Plays

Você conhece o canal Mr. Lupa Plays do YouTube? Se não conhece, deveria. O Alan, o Mr. Lupa, tem 28 anos, trabalha com marketing digital e é o criador do canal que está no ar desde 2013 e já conta com mais de 100.000 inscritos. Mr. Lupa Plays tem como foco principal Pokémon, mas também possui vídeos sobre outros games da Nintendo como Super Mario Maker. Mr. Lupa trás novidades do mundo Pokémon, repercute tudo o que de novo é divulgado sobre os monstros de bolso mais famosos do mundo nas mais diversas mídias (Games, Televisão e Cinema) e ainda dá dicas e tutoriais sobre os jogos mais recentes da franquia.
O Mr. Lupa concedeu uma entrevista para o InVader que você confere abaixo.

Quer conhecer o canal dele no YouTube? Clique Aqui.

Seu canal no YouTube tem como um dos focos principais Pokémon. Como os monstros de bolso entraram na sua vida?
Foi em 1999, com a estreia do anime no Cartoon Network. Nessa época eu estudava no mesmo horário que o desenho passava na Record, então eu usava um VHS para gravar os episódios que passavam na TV, e eu assistia quando voltava da escola. Fiquei viciado em Pokémon nessa época e, desde então, nunca parei completamente de jogar Pokémon.
 
Teve uma fase da sua vida em que imaginou que o hype de Pokémon fosse diminuir a ponto da franquia sumir?
Não. Desde criança me pareceu que Pokémon duraria para sempre, com mais Pokémons sendo “descobertos” e mais jogos sendo lançados.
 
Como você analisa a franquia Pokémon no cenário nacional nos dias de hoje? A internet ajudou a perpetuar a franquia?
Pokémon continua sendo uma franquia que inova constantemente, apesar de nunca dar um passo gigantesco ou muito arriscado. Pokémon acabou se tornando um ícone da cultura gamer e é claro que a internet faz parte fundamental isso hoje em dia. Acho que um exemplo é Pokémon GO, que ainda nem foi lançado, mas já chama a atenção de muita gente que nem é tão ativa no universo da franquia.

Da franquia Pokémon, qual o Game que mais te marcou? Por que?
Acho que Pokémon Gold e Silver. Na época de Red, Blue e Yellow, eu não tinha dinheiro para comprar um Game Boy, então acabei jogando só em emulador. Quando lançou Gold e Silver, parecia haver muitas novidades, o que me deixou super animado com Pokémon. Lembro que eu tinha uma revista que falava sobre o jogo e tinha um detonado, mas eu ainda não tinha dinheiro para comprar um Game Boy. Acabei comprando um usado quando o Advance já tinha sido lançado.
 
Como você analisa a saída da Nintendo do mercado nacional de games? Acha que a Big N faz pouco caso dos brasileiros?
Não sou analista de negócios, mas me parece que foi uma decisão ligada a corte de gastos da empresa, já que a empresa estava acumulando muito tempo no vermelho. Claro que é ruim para o mercado brasileiro, mas certamente a Nintendo fez essa decisão com base em números. Imagino que o mercado nacional não era grande o bastante para justificar investimentos no momento. Uma pena para todos os brasileiros e para a própria Nintendo, que vai ter muito mais dificuldade para voltar aqui no futuro, com um mercado menos familiar com os jogos e franquias dela.
 
Você acompanhou toda a evolução dos consoles da Nintendo? Qual o seu favorito? Por que?
Não acompanhei todos até pela minha idade. Os modelos mais antigos do Game Boy não me eram familiares, assim como o NES. Mas eu diria que comecei a me envolver mais com os consoles da Nintendo mesmo na fase adulta, quando comprei um NDS e um Wii. Antes disso, quando eu era criança, só jogava N64 e SNES em casas de amigos – eu tive um Master System, um Mega Drive e um PlayStation quando era criança e adolescente. Acho que os meus favoritos foram o NDS e o Wii mesmo. São incontáveis os jogos que joguei nessas duas plataformas.
 
Como surgiu a ideia de fazer um canal no YouTube?
Sempre tive o sonho de poder ter uma profissão ligada a games. Fui incentivado a criar um canal por algumas pessoas, e toquei o sonho à frente encorajado também pelo lançamento de Pokémon XY.
 
Como é sua a relação com o público do seu canal Mr. Lupa Plays? Se assusta com a dimensão que seu canal tomou?
Eu tento responder as pessoas sempre que posso, e gosto muito do carinho dos inscritos. Não diria que fiquei assustado com o crescimento do canal, já que foi algo bem gradual, mas confesso que foi bem estranho nas primeiras vezes que me reconheceram na rua por causa do YouTube.
 
Teve algum momento em que pensou em deixar de fazer vídeos para o canal por algum motivo?
Em 2015 teve uma época em que acabei tirando “férias” do canal por motivos pessoais, mas não pensei em abandonar o trabalho e os inscritos.
 
É notável o seu esforço com o objetivo de diversificar o conteúdo do canal, trazendo vídeos sobre Super Mario Maker, por exemplo. Tem receio que seu canal fique conhecido apenas como um canal de Pokémon e isto limite suas opções?
O canal cresceu principalmente por causa de Pokémon, apesar de não ter nascido com o objetivo de ser um canal de Pokémon. Hoje tenho prazer em ter o canal do jeito que ele é, e sinto que os inscritos gostam quando os vídeos não são de Pokémon, e entendem que o meu canal não vai nunca ser focado só em uma franquia.
 
Você tem um emprego separado do seu canal. Nunca pensou em se dedicar exclusivamente ao YouTube?
Pensar em se dedicar só ao YouTube até eu já pensei, mas não existe a menor possibilidade de eu fazer isso considerando que o YouTube não é tão estável quanto o meu emprego formal, e que não me sustenta como o meu emprego formal. Hoje em dia, não penso em abandonar meu trabalho para viver com o YouTube. Nem seria possível.
 
Além de games, quais outras mídias você mais consome (Filmes, Séries, Livros, Histórias em Quadrinho, etc)?
Filmes e séries é o tipo de conteúdo que mais consumo além de games. Mas ainda sobra pouco tempo para isso por causa do trabalho, do canal e da vida pessoal. No máximo algumas horas no final de semana são dedicadas a ver algum filme ou série.
 
Acompanhou Digimon quando ele estreou em 2000? O que acha do anime?
Assistia poucos episódios, até porque estudava no mesmo horário em que o desenho passava na TV, se não me engano. Nunca dei muita atenção a Digimon. Apesar de gostar bastante da ideia, da animação e da trilha sonora, sempre gostei mais de Pokémon.
 
Tem ou teve algum console da Sony? Se sim, quais jogos da empresa você mais gosta?
No meu PlayStation lembro que joguei muitos jogos e é difícil seprar um melhor, mas alguns que me marcaram muito foram Crash, Final Fantasy Tactics, Grandia e Legend of Dragoon, por exemplo. Os jogos de Digimon para PS1 também eram ótimos. Acho que joguei todos!

Tem ou teve algum console da Microsoft? Se sim, quais jogos da empresa você mais gosta?
Nunca. Não tenho muito interesse pelos exclusivos da Microsoft.

Mario ou Sonic?
Pergunta difícil. Quando era criança, Sonic. Agora na fase adulta, Mario. Difícil continuar sendo fã do Sonic depois de tantos fiascos.
 
Compartilhe este post:

Derek Moraes

Cinéfilo de carteirinha. Nerd de plantão para preencher as mentes ávidas por informações e conhecimento. Especialista em transformar simples conversas em viagens a Hogwarts, Terra Média, Westeros e uma galáxia muito, muito distante.